segunda-feira, 4 de junho de 2012
Vem ai a tradicional FESTA JULINA DA COMUNIDADE MATER CRUCIS!
Dia 06 de julho a partir das 19 horas.
NÃO PERCA!!!

COLABORE COM A NOSSA OBRA

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012


Estamos realizando uma reforma em nossa Sede para melhor realizar os Atendimentos de Oração, Missas, Adoração ao Santíssimo Sacramento e nossas demais missões realizadas lá.

Para isso precisamos de sua ajuda. Colabore conosco da forma que for possível: em espécie ou materias de construção.

Toda oferta será muito bem vinda!


Comunidade Mater Crucis: CC: 7921-9 - Bradesco - Ag. 2928-9

Deus te abençoe!!!

RECONHECIMENTO DA COMUNIDADE

domingo, 22 de janeiro de 2012

NOSSA COMUNIDADE ESTÁ EM FESTA!!!


Hoje, 22 de janeiro de 2012 é o dia do aniversário de nossa Fundadora e pedimos a Deus que continue derramando sobre ela bençãos, paz, saúde e muito Amor! Agradecendo pelo precioso dom de sua vida, por ela ser para nós este sinal visível do que é ser como Maria aos pés da Cruz, acolhendo nossas dores e nos levando a uma vida de santidade e comunhão com o Senhor.

Nossa eterna gratidão a Deus também por ter colocado no coração de nossa mãe fundadora o Carisma Mater Crucis.

Hoje comemoramos com muita festa e alegria o recebimento do Decreto de Dom Walmor Oliveira de Azevedo aprovando oficialmente nossa Comunidade Católica Mater Crucis.

O reconhecimento de um Carisma é o reconhecimento de uma obra de Deus. Nossa Comunidade nasceu no coração de nossa mãe fundadora por um desígnio, uma intervenção no céu com a finalidade específica de acolher os filhos de Deus e devolvê-los curados e restaurados para Ele. É o agir Dele por meio de nós. Cada pessoa chamada a viver o Carisma Mater Crucis traz em si, desde o nascimento, uma marca, um traço que a destina a viver esta obra.

Portanto no dia de hoje pedimos que a graça de Deus nos envolva e que Ele nos dê o dom da perseverança e a coragem de assumir como Maria aos pés da cruz nosso Chamado, Carisma e Missão.

Mater Crucis, conduzi-nos!
"O Senhor é a minha força, a razão do meu cantar, pois foi Ele neste dia para mim libertação!!!!

ÚLTIMOS DESTAQUES

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

CONFIRA NO NOSSO CANAL DE FORMAÇÃO:




E TAMBÉM:



1 ANO DO NOSSO BLOG!

sábado, 22 de janeiro de 2011

HOJE NOSSO BLOG ESTÁ COMEMORANDO 1 ANO DE EXISTÊNCIA, E ESTA É UMA DATA ESPECIAL PARA NÓS, POIS É O DIA DO ANIVERSÁRIO DE NOSSA FUNDADORA.


Palavras não bastam para homenageá-la...


Ela que é para nós obra preciosa que Deus criou
uma grande pessoa que admiramos e queremos muito bem.
É muito bom saber que ela existe e que podemos contar com ela
caminhando ao nosso lado, presente em nossa vida.
A uma pessoa muito especial se dirige esta mensagem:
A Você Mãe!Você é bela, sensível, verdadeira.
Presente nos nossos momentos mais angustiantes e sofridos.
Mulher que sabe amar, se dar de verdade.
Você que tem sido para cada um de nós, consolo na aflição ,
a luz na esperança , a força na derrota :
é o peito , onde reclinamos a nossa cabeça , é a mão que abençoa ,
o olho que nos protege .
Seu coração é fonte de bondade, de carinho, compreensão e de amor perfeito,
que só as mãos de Deus podem abençoar!

Que não só hoje, mas em todos os dias de sua vida, Deus lhe coroe
Com muita paz, saúde, alegrias e amor!
E que Nele todos os seus sonhos e projetos se realizem!
Que Nossa Doce Mater, seja o seu consolo, esperança nos momentos difíceis!
Que a Santa e Magnífica Eucaristia seja sempre
a sua Força e a sua libertação!!!
Parabéns Mãe!!!

Com Amor,
seus filhos,
da Comunidade Mater Crucis.
sexta-feira, 22 de janeiro de 2010
Hoje, 22 de janeiro de 2010, celebramos o aniversário de nossa Fundadora, e dentro ainda da comemoração do Aniversário de 10 anos de Fundação da Comunidade Mater Crucis que se deu no dia 16 de outubro de 2009, estamos inaugurando este blog como instrumento de Evangelização na internet. Esperamos que cada um dos que passarem por aqui, possam de alguma forma experimentar o Amor materno, dom maior do nosso Carisma, a acolher os filhos de Deus que navegam por este canal.
Que o Espírito Santo e a doce presença da Mater, mãe de Deus, façam desse espaço virtual, um lugar Santo.

Mater Crucis, conduzi-nos!

“O Senhor é a minha força, é a razão do meu cantar
pois foi Ele neste dia, para mim libertação!”
(Êxodo 15,2)

10 ANOS DE FUNDAÇÃO!

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010


"Comemorar 10 anos de Fundação é comemorar a alegria que sinto junto à Comunidade por ver o sonho de Deus, desde o instante em que Ele me deu o Carisma de Fundação, acontecendo.
Projetos, dificuldades, lágrimas e expectativas, fizeram com que tudo se tornasse realidade em cada membro, postulante e aspirante que chegaram e confirmaram o Carisma.
Cada Cura Interior realizada, Retiros, hóspedes que vieram a nós para ser acolhidos, foram sinais visíveis da vontade de Deus.
Tivemos também a graça de ver junto de nós, a Igreja, na pessoa dos Bispos que nos visitaram, ao longo destes dez anos, a começar por Dom Davi, Dom Aloizio, Dom José, Bispo de Recife. O carinho e a proteção do Senhor nos enviando Sacerdotes: Padre Lourival, Padre Maia, que profetizou que seríamos um povo adorador, Padre Jerônimo, Padre Roberto, Padre Alberto Gambarini, Padre Cleidom e nosso atual Pároco, Padre Gleición.
Nosso carinho e gratidão especial a todos os Lazaristas, que nos permitiram a Presença de Jesus Eucarístico durante as Celebrações de quinta-feira, "Dia da Comunidade": Padre Alexandre, Padre Souza, Padre Célio, Padre Gomes, Padre Vandeir entre outros.
Não podemos nos esquecer de nossas queridas famílias carentes assistidas, que nestes dez anos apesar de tantas dificuldades, foram presença constante na história da Comunidade e tem sido sinal de Deus para nós através dos frutos que vêm sido colhidos. Um grande testemunho nesse sentido para nós, é Núbia Camila, uma jovem da Vila Santa Rosa que freqüenta a Comunidade desde criança e que hoje, caminhando no postulantado vem crescendo humana e espiritualmente e é uma prova viva da ação de Deus em nosso Carisma.
Dez anos, vidas que se entregaram, se encontraram e se tornaram indispensáveis umas as outras.
A árvore que tem um tronco bem enraizado , que é adubada, regada, se torna forte e inabalável! é esta a árvore que vejo crescer a partir de mim , do meu chamado , junto com as co fundadoras, Dona Luzia, Regina e Tereza e todos aqueles que o Senhor vai acrescentando pouco a pouco.
Toda a concretização do sonho de Deus nesses 10 anos de caminhada, só foi possível pela Santa e Maravilhosa Presença de Jesus no Santíssimo Sacramento do Altar, por nós Adorado e Glorificado desde o princípio. Ele que é a nossa força, a razão do nosso cantar, da nossa Ação de Graças e a nossa Libertação!

Nossa eterna gratidão ao Senhor por nos ter confiado este Carisma. Que Ele nos fortaleça para realizarmos todos os sonhos que Ele ainda tem para esta Comunidade e que venham os próximos 10 anos!"
“Viva e escreva depois...”


Maria de Fátima Aramuni Gonçalves – Fundadora da Comunidade Mater Crucis

"Nos abrigamos à sombra de uma árvore plantada
junto aos rios de águas vivas de Deus.
Ela pode até balançar sob as tempestades, mas as raízes do seu coração
permanecem firmes nas promessas de Deus..."

NOSSA FUNDADORA


“Bendito o que confia no Senhor, e cuja esperança é o Senhor.
Porque é como a árvore plantada junto às águas,
que lança suas raízes para a corrente.
e não receia quando vem o calor, mas a sua folha fica verde;
em um ano de seca ela não se preocupa, nem deixa de dar fruto.”
(Jr. 17,7-8)

A nossa felicidade, na verdade, aos olhos de Deus está
em sermos árvores plantadas no local certo (junto aos ribeiros de águas vivas),
alimentados com os nutrientes certos, debaixo da luz e das águas certas,
aproveitando a perfeita estação para dar frutos certos,
alimentando vidas e sendo prósperos em todas as áreas da vida.
Como árvore de Deus, pode-se chorar durante a provação,
sentir o desejo de desaparecer, e até mesmo de desistir de tudo.
Todavia, lá no fundo do coração, sabe-se que o Redentor Vive, e que por fim se levantará. Quando Deus se levantar, o vento vai se acalmar
e então você poderá se levantar com Ele.
E o que é melhor: com mais força, mais coragem e sem muitas coisas
que impediam o querer do Senhor para a sua vida.
Que maravilha, não é? Uma árvore não só sobrevive à maioria das tempestades,
como sabe tirar proveito delas.
A ventania e a tempestade são importantes para a árvore porque,
através delas, a mesma é tratada.
“Árvore do Jardim de Deus”, não tenha medo da tempestade.
Deixe-a vir e quando ela se for, o seu coração sentirá a leveza
e a paz de olhar para dentro de si e não achar mais nenhuma
folha seca que manche a beleza do verde da vida
que Deus, seu Pai, colocou em você.
Balançando na ventania da tempestade sim,
porém com as raízes de coração firmes nas promessas de Jesus!

Mãe, significa consolo na aflição , a luz na esperança , a força na derrota :
é o peito , onde reclinamos a nossa cabeça ,
é a mão que abençoa , o olho que nos protege .
Seu coração é fonte de bondade, de carinho, compreensão e de amor perfeito,
que só as mãos de Deus podem abençoar!


Nosso Amor e gratidão...
Seus filhos da Comunidade Mater Crucis.

CARISMA

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010


Nosso Carisma nasceu do dom da Maternidade. Somos chamados a acolher como Maria acolheu nos pés da cruz, os filhos de Deus dispersos e necessitados do Amor do Pai. Também como Maria queremos gerar filhos curados, transformados para Ele.

O Nome “Mater Crucis” sintetiza:
Plenitude do Ser Mãe: Maria por sua Maternidade Divina acolhe aos pés da cruz os filhos de Deus dispersos.

Como Comunidade, buscamos viver a vida Fraterna, contando com a Providência Divina e nos esforçando na vivência radical do Evangelho.

HISTÓRIA

domingo, 17 de janeiro de 2010
Aos dezesseis dias de outubro de mil novecentos e noventa e nove, em retiro e após um ano de encontros e desencontros, dúvidas, sofrimentos, lágrimas e oração, um grupo de senhoras assume com a fundadora Maria de Fátima Aramuni Gonçalves o início da Comunidade Mater Crucis.

“Ainda que as montanhas mudassem de lugar e as colinas vacilassem, minha amizade nunca se afastará de Ti e minha aliança de Paz jamais vacilará, diz aquele que te manifesta a sua ternura, o Senhor.” Is. 54,10.


Nossa História...


O Senhor nos fazia ali uma confirmação do convite, já feito anteriormente a voltar o nosso olhar para Ele, morrer por Ele. A quem procuras? Por quem estão morrendo? Como Maria no calvário, voltar o olhar para Jesus na Cruz, o Salvador, o Redentor, o Mestre, o único motivo real para encarar os sofrimentos, as dores. Vendo Jesus na Cruz, sofrido, maltratado e aparentemente derrotado, ter a visão da vitória pela Ressurreição e da Esperança, como Maria, Mãe, acolher os que vem a nós, retratando este Cristo da Cruz, sofridos, maltratados, abandonados, sem nenhuma ajuda moral, espiritual ou material. Orando a Ele e intercedendo pelos que assumiram a sua Cruz. Buscando a oração, ponto forte da Comunidade, o silêncio, a docilidade, a humildade, a entrega.

No dia 3 de novembro de 1999, menos de um mês depois, dia de São Martinho, Deus confirma o desejo desta libertação diária na nossa vida, através de Sua Palavra, que é hoje para nós Palavra de ordem do dia. Começamos o nosso dia proclamando “O Senhor é a minha força, é a razão do meu cantar, pois foi Ele neste dia para mim libertação.” (Ex. 15).

Continuávamos nossa caminhada de oração e entrega, escuta e formação quando percebemos que nós, “pequenas”, mães, dividindo o nosso tempo entre a família e o desejo de Servir, precisávamos de uma Vida em Comunhão íntima com Deus. Já participávamos diariamente da Mesa Eucarística e passamos então, a ter uma vida de oração mais específica e em comum. Liturgia das Horas, Imitação de Cristo, terço e Ladainha de Nossa Senhora, Palavra de Deus, adoração, confissão e jejuns.

Conciliando família e os primeiros passos rumo à vida comunitária, sendo procuradas continuamente por pessoas que queriam ser ouvidas, queriam orações. Nas nossas casas foi se tornando cada vez mais difícil o atendimento à essas pessoas. Éramos interrompidas pela família, telefone, enfim, a privacidade tão necessária foi se tornando cada vez mais difícil. Depois de alguma hesitação, saímos a procura de um lugar simples, mas que atendesse às nossas primeiras necessidades.

Era a Quaresma de 2000, precisamente no mês de abril, seis meses após o compromisso verbal que havíamos feito da Comunidade, o Senhor dá a fundadora Palavras de incentivo e de ânimo para a concretização do que há havia feito arder o seu coração.(Jo. 17,22-23)

22/04/2000: No sábado Santo, Aleluia, Ele nos dá a primeira visão da Sede da Comunidade.

23/04/2000: Durante a semana seguinte, semana de negociações e partilha com o nosso então Pároco, Padre Lourival Felipe Soares, oramos com alegria de Ressuscitadas.

26/04/200: Desembarca ao meio dia, no Aeroporto da Pampulha, a imagem de Nossa Senhora de Fátima que vinha em visita a cidade. A Mater Crucis já estava lá no aeroporto, pertinho de nossa Sede, e sentimos emocionadas a forte presença de Maria a nos alegrar e abençoar a casa. E então, todas juntas na casa, louvando e agradecendo ao Senhor, a sua Palavra mais uma vez se faz presente, confortando e alegrando o coração.
“Na sua aflição, clamaram ao Senhor, e ele os livrou de suas angústias. Mudou a tempestade em brisa suave e as ondas do mar silenciaram. Alegraram-se com a bonança e ele os conduziu ao porto desejado.” Sl. 107,28-30.

À pedido do então Pároco Padre Lourival ficamos num tempo então de espera, em sigilo, aguardando silenciosamente a Palavra do Bispo, na época Dom Davi, responsável pela R.C.C. de Belo Horizonte a pedido de Dom Serafim.

A espera durou exatamente três meses, tempo exato para se completar 9 meses (outubro a julho) do início da Comunidade.

Foi tempo ainda de sofrimento, dúvidas, mas um impulso interior nos ajudava a esperar. Por fim, D. Davi marcou a data, ele mesmo se dispôs a ir celebrar, abrindo assim a casa sede, para os trabalhos que seriam em comunhão com a Paróquia. Pe. Lourival se empenhou ao máximo, ajudando na montagem e arrumação da casa para o grande dia, que afinal chegou: 20/07/2000.

Foi uma celebração linda, simples, mas cheia de emoções, de amigos, nossos maridos e filhos presentes, nos enchendo de coragem e ânimo. As palavras de D. Davi até hoje ressoam nos nossos corações: “esta casa será um oásis, onde pessoas cansadas, aflitas, sedentas e famintas de amor, encontrarão as respostas aos seus anseios. Será o colo da Mãe, propriamente dito”. E naquele dia, além das palavras de D. Davi, o sinal mais forte visto por todas nós e por todos que ali estavam foi a intronização do S.S. na nossa Capela se cumprindo a Palavra dada a fundadora: “Exulta e fica alegre, filha de Sião, pois venho morar no meio de ti, oráculo do Senhor.” Zc. 2,14.

Em outubro de 2002, a pequena árvore da Comunidade começa a dar frutos, inlusive jovens, nossos atendidos que como filhos desejaram caminhar. Vimos que esse projeto era de Deus e nos abrimos a ele com alegria e esperança. Desde então, tivemos momentos de grande presença de Deus, retiros, dias de oração, formação e convivência fraterna.

Há um desejo cada vez maior de servir, amar e doar-se por todos. Nossa missão tem prosseguido firmemente. Atendimentos, acolhimento e aconselhamento individual, encaminhando os atendidos.

Agradecendo ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo pelo impulso que tem dado à Comunidade, à Mãe Maria, que nos faz mães cada vez mais ao olhá-la e procurar imitá-la. A intercessão fiel de Santa. Teresinha e Santo. Antônio e a proteção e guarda de São Miguel Arcanjo que temos aprendido a invocar em nossas necessidades.

Que tudo seja para maior Glória de Deus...”

Maria de Fátima Aramuni Gonçalves - Fundadora da Comunidade Mater Crucis

MISSÃO

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Como Comunidade , buscamos viver a vida fraterna, contando com a Providência Divina e nos esforçando na vivência radical do Evangelho.
Todo o nosso carisma tem como fundamento amar com Amor materno os que vem até nos, por isso em toda nossa missão procuramos usar do dom da maternidade nos dado por Deus e isso se manifesta por nossas atividades durante todo o ano.
Saiba mais sobre horários em nossa Programação ou datas específicas em nossa Agenda.


  • Atendimentos Individuais ou em Grupo de Cura Interior

Oração e acompanhamento de Cura Interior, aconselhamento e escuta. De forma individual e sigilosa na sede de nossa Comunidade, através de agendamento prévio.
Oração de Cura Interior, louvor, partilha. Em grupo na sede de nossa Comunidade todo último domingo de cada mês.


  • Grupos de Oração

Momentos de louvor, comunhão, entrega, Cura Interior, formação e partilha.
Na sede da Comunidade às quartas-feiras e na Missão Lar de Minas em São José da Lapa às terças-feiras. E na Paróquia Santo Antônio da Pampulha onde servimos em comunhão com outras Comunidades no Grupo de Oração Tempo da Graça.


  • Grupo de Jovens

Grupo de Oração Jovem com louvor, partilha, Cura Interior, formação e Estudo da Palavra. Na sede da Comunidade aos domingos.

A partir de 18 anos e sem limite de idade após isso.



  • Assistência à Famílias Carentes

Trabalho de promoção humana e evangelização de famílias carentes da nossa região.
Crianças, adolescentes, mães e gestantes se reunem na sede de nossa Comunidade às terças-feiras para momentos de oração, formação e também têm a oportunidade de aprender coisas como: fabricação de sabão com restos de óleo caseiro; fabricação de sabonetes, shampoos e outros produtos de higiene e limpeza; confecção de bordados e pintura em panos de prato entre outros. Além de momentos de lazer para as crianças e adolescentes.


  • Missões onde somos chamados como Igreja em comunhão com outras Paróquias, RCC e Dioceses

Ministramos Cura Interior e Pregações sobre diversos temas em Retiros, Encontros, Grupos de Oração e Seminários de Vida


  • Acolhimento

Acolhemos e hospedamos Sacerdotes, Pregadores e Grupos pequenos que vêm à Arquidiocese para Encontros, Retiros, Seminários e Congressos.


  • Promovemos
  • Encontros Vocacionais
  • Retiros de Jovens (saiba mais)
  • Encontros de Formação

Para maiores informações e agendamentos entre em contato conosco:

Fone (fax) (31) 34916003

No horário de 08:00 às 12:00 e 13:30 às 18:00

E-mail: matercrucis@hotmail.com

PROGRAMAÇÃO


Domingo:

10:00 às 12:00 - Grupo de Oração Jovem
TODO ÚLTIMO DOMINGO DE CADA MÊS:
Manhã de Cura Interior - Aberta a todos






Terça-feira:


09:00 às 11:00 - Atendimento Individual de Cura Interior
Obs: é necessário agendamento prévio
15:00 - Assistência à Famílias carentes
Toda segunda terça-feira do mês:
Distribuição das Cestas Básicas
Obs: somente para famílias cadastradas
19:00 - Grupo de Oração - Missão Lar de Minas





Quarta-feira:

19:30 - Terço da Misericórdia
20:00 - Grupo de Oração







Quinta-feira:
08:00 - Celebração da Santa Missa
10:00 às 19:00 - Adoração ao Santíssimo Sacramento
14:30 - Terço Mariano
15:00 âs 17:00 - Antendimento Individual de Cura Interior
Obs: é necessário agendamento prévio

BALUARTES

Como exemplos a seguir para a vivência da nossa espiritualidade, Santo Antônio e Santa Teresinha, desde a Fundação da Comunidade têm sido baluartes da nossa busca pela santidade e do cumprimento do nosso Carisma.

A vivência do amor ao irmão, à Igreja, à Cruz, vem muito fundamentada na vida de Santa Teresinha.
Através da pequena via, traçada por ela, O Senhor revelou na fundação de nossa Comunidade, a possibilidade de alcançar a santidade tão desejada, alçando pequenos vôos na experiência do perdão, do silêncio, da doação e principalmente: aceitando o outro como ele é.
Revelou ainda em Santo Antônio, sinais claros de identificação com o chamado: a descoberta do verdadeiro tesouro, o amor, a Eucaristia, Maria “Rainha exaltada acima das estrelas”, justiça e retidão, pureza na intenção de vivermos em Comunidade.






Santo Antônio

Doutor da Igreja – que nasceu em Lisboa, em 1195, e morreu nas vizinhanças da cidade de Pádua, na Itália, em 1231, por isso é conhecido como Santo Antônio de Lisboa ou de Pádua. O nome de batismo dele era Fernando de Bulhões y Taveira de Azevedo.

Ainda jovem pertenceu à Ordem dos Cônegos Regulares, tanto que pôde estudar Filosofia e Teologia, em Coimbra, até ser ordenado sacerdote. Não encontrou dificuldade nos estudos, porque era de inteligência e memória formidáveis, acompanhadas por grande zelo apostólico e santidade. Aconteceu que em Portugal, onde estava, Antônio conheceu a família dos Franciscanos, que não só o encantou pelo testemunho de mártires em Marrocos, como também o arrastou para a vida itinerante na santa pobreza, uma vez que também queria testemunhar Jesus com todas as forças.

Ao ir para Marrocos, Antônio ficou tão doente que teve de voltar, mas providencialmente foi ao encontro do "Pobre de Assis", o qual lhe autorizou a ensinar aos frades as Ciências, que não atrapalhassem os irmãos de viverem o Santo Evangelho. Neste sentido, Santo Antônio não fez muito, pois seu maior destaque foi na vivência e pregação do Evangelho, o que era confirmado por muitos milagres, além de auxiliar no combate à Seita dos Cátaros e Albigenses, os quais isoladamente viviam uma falsa doutrina e pobreza. Santo Antônio serviu sua família Francisca através da ocupação de altos cargos de serviço na Ordem, isto até morrer com 36 anos para esta vida e entrar para a Vida Eterna.

Santo Antônio, rogai por nós!



Santa Teresinha

"Não quero ser Santa pela metade, escolho tudo".

Francesinha, que nasceu em Aliçon 1873, e morreu no ano de 1897. Santa Terezinha não só descobriu no coração da Igreja que sua vocação era o amor, mas sabia que o seu coração - e o de todos nós - foi feito para amar. Terezinha entrou com 15 anos no Mosteiro das Carmelitas, com a autorização do Papa e sua vida passou na humildade, simplicidade e confiança plena em Deus.

Todos os gestos e sacrifícios, do menor ao maior, oferecia a Deus, pela salvação das almas, e na intenção da Igreja. Santa Terezinha do Menino Jesus e da Sagrada Face esteve como criança para o pai, livre igual a um brinquedo aos cuidados do Menino Jesus, e tomada pelo Espírito de amor, que a ensinou a pequena via da infância espiritual.

O mais profundo desejo do coração de Terezinha era ter sido missionária "desde a criação do mundo, até a consumação dos séculos". Sua vida nos deixou como proposta, selada na autobiografia "História de uma alma", e como intercessora dos missionários sacerdotes e pecadores que não conheciam Jesus, continua ainda hoje, vivendo o Céu, fazendo o bem aos da terra.

Proclamada principal padroeira das missões em 1927, padroeira secundária da França em 1944, e Doutora da Igreja, que nos ensina o caminho da santidade pela humildade em 1997, na data do seu centenário. ela mesma testemunha que a primeira palavra que leu sozinha foi: " céus "; agora a última sua entrada nesta morada, pois exclamou : " meu Deus, eu vos amo...eu vos amo ".

Santa Teresinha, rogai por nós!

(Fonte: Canção Nova)

AGENDA

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010



Dia 10 de outubro - Domingo:

10:00 - Grupo de Oração Jovem
15:00 - Missão "Juventude e Vida"
terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Os montes podem mudar de lugar
e as colinas podem abalar-se,
mas o meu amor não mudará,
a minha aliança de paz não será
abalada,diz o Senhor que se
conpadeceu de ti."

Isaías 54,10


Todos os teus filhos serão instruídos
pelo Senhor,
e a felicidade deles será grande;
tu serás fundada sobre a justiça.
Serás insenta de qualquer opressão,
nada terás a temer,
e de todo terror, pois não poderá atingir-te.
Se te atacarem, não será de minha parte;
teus agressores sucumbirão diante de ti."

Isaías 54,13-15